.... HOME > Informações > Noticias Diversas
 
 
Informações
    Notícias diversas
 
  Notícias   Diversas
  Dicas
 

20 de Maio de 2019
48ª Semana da Enfermagem do HST levou temas diversificados ao público



Entre os dias 06 e 10 de maio o Hospital Santa Teresa celebrou o Dia da Enfermagem com muitas palestras, troca de conhecimento e experiências na 48ª edição da Semana da Enfermagem. O evento aconteceu no Salão Nobre da Casa e contou com a presença de profissionais da área, estudantes e colaboradores.

Neste ano a programação da Semana foi bastante diversificada, abordando temas simples e complexos de várias áreas médico assistenciais. Uma das palestras teve o tema: “Cuidando de quem cuida”, ajudou o público a refletir sobre a importância da saúde física e mental daqueles que diariamente cuidam dos pacientes.

Na segunda-feira (06) todos os temas foram relacionados à maternidade e aos cuidados com as crianças e mães. Após a abertura do evento, realizada pelo diretor Executivo do HST, Leonardo Menezes, foi a vez das enfermeiras da Casa, Flávia Riggo e Tamires Melandri levantarem o tema da “Violência obstétrica”.

A médica pediatra e neonatologista, Rafaella Braga Leal Reis, palestrou sobre “Prematuridade”, levando para a equipe multidisciplinar todos os riscos e cuidados que envolvem o atendimento aos prematuros. A médica, conselheira do Cremerj e moradora de Niterói, contou sobre sua primeira participação na Semana da Enfermagem do HST e da importância de eventos como este:

– Adorei participar! Todo hospital deveria investir na atualização profissional e capacitar todos os profissionais da sua unidade. Garantindo assim uma melhora no atendimento. Todos devem se envolver, da alta gestão à limpeza, com isso padronizamos a assistência e melhoramos os cuidados. É preciso pensar fora da caixa, mas o gestor e o faturamento devem se envolver, se atualizar e comprar as ideias. Quanto mais harmônico e humanizado, menos dano, melhor relação médico paciente e menos processos – ponderou Rafaella.

O primeiro dia contou ainda com palestra sobre “Hipotermia e suas implicações”, com a enfermeira Rayane Carneiro da UTI Neonatal e Pediátrica do HST. Fechando a programação, a médica ginecologista e obstetra, Daniela Nogueira Buçard palestrou sobre o tema “Prematuridade: Podemos evitar?”.

Aperfeiçoando os serviços de referência

No segundo dia foi a vez de levar ainda mais informações e debates sobre temas sobre os quais o Hospital é referência regional: Trauma e neurologia. O médico neurologista, Carlos Bruno Nogueira deu uma aula sobre “Morte encefálica” para os presentes. Em seguida foi a vez do mestre em Psicologia, Roberto Lima Costa falar sobre a “Abordagem ao paciente politraumatizado”. Encerrando a programação, o médico nefrologista, Edison Souza, palestrou sobre a “Importância da doação para transplante renal”.

Na quarta-feira (08) temas diversos dominaram a programação que começou com uma abordagem científico social sobre “Os valores e representações sociais da enfermagem”, palestra ministrada pelo enfermeiro e professor Ricardo Paulateia. Em seguida o enfermeiro da Casa, Willian Fernandes Palmeira demonstrou as experiências e projetos de melhoria realizados no HST sobre “infecções relacionadas à assistência em saúde: desafios da prevenção e controle”. Importante ressaltar que há oito meses as UTIs São José, São Judas Tadeu e Cardiológica, juntas, não apresentam um caso sequer de Infecção de Trato Urinário, resultado alcançado através do trabalho das equipes médica, assistencial e de qualidade. Fechando o dia a enfermeira do Centro Cirúrgico do HST, Bárbara Lopes, falou sobre o importante “Papel da equipe de enfermagem com o grande queimado no Centro Cirúrgico”.

Presente como espectadora, a jovem Maria Eduarda Fernandes, de 20 anos e recém-formada técnica de Enfermagem falou sobre sua impressão da programação da Semana:

– Estou achando incrível (a Semana), pois realmente tem um material extenso que eu não conhecia e isso vai agregar um conhecimento a mais na minha profissão. Gostaria de vir mais vezes e deveria haver mais Semanas da Enfermagem com tanto conteúdo como esta – disse.

CME, PICC e quem cuida da enfermagem?

No penúltimo dia a CME foi o tema abordado pela enfermeira e especialista na área, Greice Mendonça do Carmo. A gerente de Enfermagem da Casa de Saúde São José, Ivonete Souza, reforçou sobre o “Papel da liderança no desdobramento do MAE”, Modelo Assistencial de Enfermagem da ACSC.

– O MAE é um guia de como devemos organizar a nossa assistência todos os dias, é a nossa filosofia. O MAE trouxe para nós, da enfermagem, a valorização. Quando temos esse propósito de cuidar com amor, resgatar essa essência do enfermeiro, os pacientes conseguem enxergar o cuidado; os médicos conseguem enxergar uma enfermagem mais humana e centrada na pessoa; a direção consegue ver através dos elogios. Pois, quando entramos no quarto com esse Modelo na cabeça, entramos sabendo da importância do doente. O MAE é um modo de ser – explicou Ivonete.

Em seguida “A importância da manutenção e os cuidados com o cateter PICC (Cateter Central de Inserção Periférica)” foram levados à pauta pela enfermeira da Casa, Mônica Adriele Araújo. No encerramento foi a vez do gerente Regional de Gestão de Pessoas da ACSC, Henrique Saeta, através de palestra e dinâmicas de grupo, levantar o importante tema: “Cuidando de quem cuida”.

Fechando a 48ª Semana da Enfermagem a médica hematologista e hemoterapeuta do Banco de Sangue Santa Teresa, Carla Maria Duarte explicou o “Uso na prática clínica dos hemocomponentes especiais”. O enfermeiro gerontologista Romulo Dellvale, levou ao público o tema “A cultura de não contenção como melhor prática profissional”. Finalizando a Semana o técnico de enfermagem do Pronto Atendimento do HST, Nirlando Siqueira, apresentou o vídeo do Modelo Assistencial de Enfermagem da ACSC.



<< Voltar
   
agendamento online
 
   
 
Rua Paulino Afonso, 477 - Bingen - Petrópolis - RJ - (24) 2233 4600 | Créditos